quinta-feira , dezembro 14 2017
fiat-topo.fw_
skytop.fw_
carmemnovo.fw
fiat-topo.fw_1
lakhazza okk.fw
okkkk
barroco.fw
flami.fw
brasilianook.fw
Home / DESTAQUE / Polvos de crochê para os recém-nascidos

Polvos de crochê para os recém-nascidos

IMG_0640

Hospital Geral adere a projeto de utilização de polvos de crochê no atendimento aos recém-nascidos

Projeto social dinamarquês ajuda bebês prematuros a se recuperarem mais rápido.

O Hospital Geral de Caxias do Sul introduziu, desde o mês passado, o projeto “Octo/Polvo”, que consiste em inserir polvos confeccionados em crochê nas incubadoras dos bebês da UTI Neonatal, visando qualificar e humanizar o atendimento prestado aos recém-nascidos e suas famílias.

A iniciativa da utilização do polvo surgiu na Dinamarca, em 2013. Entre os benefícios, que são evidenciados na prática – sinais vitais mais estáveis – a semelhança com o cordão umbilical faz com que os recém-nascidos lembrem do momento intrauterino, além de contribuir com a redução de eventos adversos relacionados à perda da sonda e outros dispositivos: opolvinho evita que os bebês retirem os tubos e monitores, isto porque, ao invés de puxar os equipamentos, eles estão com as mãozinhas ocupadas segurando os tentáculos do novo amigo.

Entre os primeiros bebês a receberem o polvo, estão os meninos Igor Dall’Agnol Alessio, que nasceu de 30 semanas, e Enzo Fagundes, que nasceu na 29ª semana. Igor recebeu o companheiro denominado de “Polvilho” e Enzo a amiguinha “Polvarela”, nomes dados aos polvos pelas enfermeiras da UTI Neonatal.

Jussele Dall’Agnol, mãe de Igor, afirma que, com o polvo, o seu bebê se sente mais seguro, fica muito mais calminho. “Entendo que, dessa forma, o meu filho tem a sensação de ainda estar no aconchego da barriga da mamãe”.

A mãe de Enzo, Letícia Trindade, procurou buscar mais informações sobre os benefícios do Projeto, e entende que é uma forma de terapia para o seu bebê.

Trabalho voluntário

O Projeto está sendo desenvolvido com o apoio de voluntários da comunidade, que realizam a confecção dos polvos, de acordo com os padrões definidos (material 100% algodão, antialérgico e mantendo as características de formato do polvo) e dentro de protocolos de higiene e segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *